Qualidade gerada em estufas

Quase todos os alimentos são sensíveis aos diversos efeitos do meio ambiente, porém alguns sofrem mais consequências do que outros, assim como existem certos tipos de culturas que  não são produzidas o ano todo devido a estes mesmos efeitos.

Com o cultivo em estufas, onde se pode controlar alguns fatores como temperatura, humidade, iluminação e irrigação, de modo a amenizar ou controlar as diversidades ambientais, tornando a produção muito mais eficiente, economica e com qualidade superior, além de possibilitar colheitas fora das épocas impedidas pelo tempo.

estufas

Este artigo pretende listar cinco dos melhores alimentos para cultivar em estufas e suas vantagens:

1. Alface

Um dos ingredientes principais que integram as saladas, é a alface. No entanto, por ser muito sensível ao clima, principalmente à humidade, vemos que qualquer mudança no tempo, altera a qualidade das folhas, sendo que uma geada causaria a destruição total delas. Desta forma plantá-las em estufas evitaria a perda em caso de imprevisibilidade meteorológica.

2. Tomate

Outro componente indispensável na culinária, tanto em saladas, quanto na preparação de molhos e refogados, é muito atacado por pragas e fungos, e conservá-los em estufas diminui ou até mesmo dispensa o uso de defensores químicos (agrotóxicos), fazendo o alimento ter maior qualidade, ganhando a preferência dos consumidores.

3. Pimentão

Tem sido usado para colorir e decorar muitos dos pratos consumidos em todas as partes do mundo.

Seu cultivo em ambiente protegido favorece a produção desta leguminosa que tem variedades distintas em diversas cores  e formatos (vermelho, amarelo, verde, marfim, roxo). As suas cores têm algumas alterações proporcionais à luminosidade e clima em que estão expostos. Mas as estufas ajudam a manter a cor desejada através do controle dos fatores acima citados, ganhando preferência das donas de casa que procuram selecionar os pimentões com cores mais viçosas, e aparentemente mais “bonitos”.

4. Morango

Além de depender muito das condições climáticas, ainda sofre também com o ataque de pragas, e sendo uma fruta sazonal, que tem mais tendência a produzir em determinada época do ano, é muito interessante o seu cultivo em estufas pois mais do que evitar perdas tanto por fatores climáticos como por pragas, a produção poderá ser quase igual mesmo em épocas de entre-safras. Bem como, ainda evita o uso de defensores químicos favorecendo os consumidores tanto pela qualidade da fruta quanto pelo preço, os produtores também serão beneficiados por obterem ganhos quase o ano todo.

5. Ervas

Principais ítens de tempero, possuem cores e aromas bastante peculiares. Estes aromas podem ser alterados com a ação do clima e exposição a componentes que caem no solo desprotegido, por isso a preocupação em cultivá-las em estufas vem crescendo.

A venda para chefs de cozinha ou mesmo para pessoas exigentes acaba solicitando a qualidade das ervas como fator chave de seleção.

Custo na construção de estufas

O custo inicial da construção de estufas é bastante elevado, visto que exige a implementação e preparação das mesmas e do produtor, que deve adquirir conhecimentos específicos como, conhecer o ambiente mais adequado para a cultura que deseja proteger, o tipo de estufa, o espaço ocupado, a instalação dos equipamentos de temperatura, iluminação e irrigação.

Mesmo com um alto valor inicial, ao analisar os benefícios da facilidade de manutenção, economia de água através da racionalização, colheita em várias épocas do ano, qualidade dos alimentos, diminuição de produtos agrotóxicos, entre muitos outros pontos positivos, percebe-se que este custo acaba virando investimento pois os ganhos serão muito maiores com a diferenciação e qualidade, ganhando preferência de mercado, compensando assim o valor do investimento.